TRABALHO COM ACESSIBILIDADE

12/09/2018

De acordo com a lei de Inclusão Social aprovada em 2004, empresas com mais de 100 funcionários precisam ocupar de 2% a 5% de suas vagas, com pessoas que possuam algum tipo de deficiência.

 

Para estimular mais contratações neste segmento, a legislação brasileira e também a OIT – Organização Internacional do Trabalho, determinam algumas leis que protegem os direitos de PCDs, afim de não haver exclusão.

 

Você sabia que para haver uma dispensa de funcionário PCD em uma empresa, é necessário que a mesma coloque outro no lugar em condição semelhante?

 

Mas o maior desafio até hoje em muitas empresas não é a contratação, mas sim encontrar um profissional qualificado, inclusive para cargos de confiança, pois muitas pessoas com deficiência, optam por não ingressar no mercado de trabalho, por medo, preconceito por parte das pessoas e em alguns casos, grande dificuldade de locomoção.

 

Vale a pena ressaltar que existem atualmente diversos empresários engajados com a contratação de PCDs, e que este número aumenta a cada ano.

 

Então, vemos uma consciência empresarial que não importa a deficiência, mas sim a capacidade e qualificação da pessoa para exercer o cargo. Isso mostra que qualquer tipo de preconceito além de ser ofensivo, é de extrema ignorância já que todos têm direitos e oportunidades iguais, e o que sempre valerá, é o ser humano.

 

A Italmobility apoia e incentiva a inclusão social no ambiente profissional!

 

(Fonte: Aiir Studio)